A Beleza do Pantheon

A cidade de Roma é repleta de monumentos grandiosos, tanto em beleza, quanto em importância histórica. Dentre esses, destaca-se o edifício encomendado por Marco Agripa, durante o reinado do Imperador Augusto, e que ficou pronto em 14 dC (em 118 dC, foi reconstruído pelo Imperador Adriano): o Pantheon (do latim ou Panteão, em português).

Pantheon, que significa “templo de todos os deuses”, é uma das maravilhas da arquitetura romana e a mais bem preservada de todas. A construção é circular e possui um pórtico com imensas colunas coríntias de granito. O seu vestíbulo é amplo e com piso finamente decorado por mosaicos. As colunas internas, belíssimas, ladeiam enormes esculturas. No Pantheon estão enterrados alguns representantes da antiga monarquia italiana, como os reis Vítor Emanuel II e Humberto I e a rainha Margarida de Sabóia. O mestre da pintura e da arquitetura Renascentista, Rafael, foi enterrado ali, também.

O que mais impressiona no imponente prédio é a sua cúpula. Com altura e diâmetro iguais (43,30 metros), o domo encanta visitantes e arquitetos pela grandiosidade e harmonia de suas linhas. A estrutura foi moldada em concreto misturado com pedras-pomes, o que permitiu leveza e garantiu a sua sustentabilidade. No topo da cúpula existe uma grande abertura, denominada Óculus, que é a única entrada de luz do edifício. É impossível não ficar fascinado(a) pelas silhuetas que a luz do sol desenha, ao entrar pelo Óculus, ou, ainda, o belo visual que se tem quando a chuva atravessa esse.

O Pantheon está localizado na Piazza della Rotonda, muito próximo à Fontana di Trevi. Está aberto à visitação, diariamente, das 8:30 à 19:30 horas. Além de museu, é a Igreja Santa Maria dei Matiri (o visitante deve manter serenidade e silêncio, durante a permanência no seu interior).

 

Vista externa do Pantheon, com suas belas colunas

 

Interior do Pantheon, em Roma, na Itália

 

Interior do Pantheon

 

O Óculus, no topo da cúpula

 

O sol iluminando o interior do Pantheon

 

Detalhes do interior do Panteão, Roma, Itália

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *