A Caverna de Postojna

Uma das atrações mais visitadas e imperdíveis da Eslovênia é a Caverna de Postojna. Localizada na pequena cidade de mesmo nome e distante 54 km da capital Liubliana, ela foi descoberta em 1818 e é considerada uma das maiores e mais profundas do mundo. Atraindo a atenção tanto de turistas (cerca de 40 milhões de pessoas já a visitaram), quanto de estudiosos e cientistas, pode-se chegar até ela a partir de Liubliana, em belíssimo trajeto, passando por entre florestas e pequenos vilarejos. Recomendo, particularmente no inverno, contratar o transporte em uma agência de turismo, já que o percurso é pouco sinalizado e distante das principais rodovias.

As visitas são todas guiadas e os horários de entrada variam de acordo com a época do ano, sendo imprescindível a consulta ao site oficial para maiores informações. Os ingressos podem ser adquiridos no próprio local ou através de agências de turismo. Existe, logo ao lado da entrada da Caverna, uma área de serviço bem estruturada, com restaurante, banheiros e loja de souveniers. Independentemente da época do ano, o interior da Caverna possui temperatura permanente de 10 graus, aproximadamente, sendo necessário o uso de agasalho, ainda que no seu exterior seja verão.

Formada há mais de 3 milhões de anos, através da erosão da água, possui uma rede subterrânea com mais de 20 km de extensão, enriquecida com salões ostentando belíssimas estalagmites e estalactites de material calcário que dão um brilho especial às rochas. Em um desses, com 3 mil metros quadrados, com capacidade para abrigar até 10 mil pessoas, esporadicamente, é utilizado para apresentações de orquestras, devido à sua perfeita acústica. A iluminação é artificial e colocada, estrategicamente, em alguns pontos, de maneira a realçar as formações naturais. As fotografias são permitidas, sem flash.

Os primeiros três quilômetros do passeio são realizados em trem aberto que diminui a velocidade à medida que se aproxima das principais atrações. Em seguida, os visitantes caminham por mais de 1 km, ouvindo informações, em inglês, do guia. A caminhada é realizada vagarosamente (por cerca de 1 hora), não sendo aconselhada à pessoas com dificuldades de locomoção. Passamos por subidas, pequenas pontes e salões, sendo possível admirar, de perto, as formações calcárias. Fiquei fascinada com o “Salão do Espaguete”, com delicadas e finas formações, dependuradas do teto, e com o “Brilhante’, uma estalagmite de mais de 5 metros de altura e, totalmente, cintilante.

Outra inesquecível atração está nos Olms (ou Baby Dragons), uma espécie de salamandra cega de 25 cm de comprimento e que pode sobreviver por até 10 anos, sem qualquer alimento. Em 2016, uma fêmea botou 50 ovos, dos quais nasceram 22. Os pequenos animais foram colocados em um aquário.

Após a caminhada, chegamos em um salão com uma loja de souveniers (isso mesmo, uma loja no interior da Caverna!) e banheiros. Em seguida, o guia nos dirigiu a um outro trem que fez o caminho de volta até a saída.

 

Bilheteria da Caverna de Postojna, Eslovênia

 

A entrada da Caverna de Postojna, em um dia de muita neve

 

Trenzinho usado para o passeio no interior da Caverna

 

Trenzinho na Caverna de Postojna

 

Vista do interior da Caverna

 

Interior da Caverna

 

Interior da Caverna

 

A estalagmite “Brilhante”

 

Detalhe da estalagmite

 

Interior da Caverna

 

Interior da Caverna

 

A saída da Caverna de Postojna, na Eslovênia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *