O Encanto de Ljubljana

Ljubljana, capital da Eslovênia (um dos sete países que se originou do desmembramento da Iugoslávia), recebeu, em 2016, o título de Capital Verde da Europa, graças a diversas transformações na mobilidade urbana e aproveitamento das áreas públicas. O seu centro é destinado somente à circulação de pedestres e bicicletas. Assim, se o visitante escolher se hospedar em um dos hotéis localizados nessa região, terá que caminhar, a partir de um determinado ponto, puxando suas malas (o que deve ser levado em consideração na escolha da estadia – particularmente, na época do inverno).

Fomos da estação de trem até à área central, em táxi que nos deixou a três quarteirões do Hotel Emonec que ficamos hospedados. Descobrimos, mais tarde, que existe um meio de transporte que circula no centro: um pequeno carrinho que faz o deslocamento gratuito para pessoas com dificuldade de locomoção que pode ser solicitado, também e pelos hotéis, para os turistas.

A cidade, com menos de 300 mil habitantes, é tranquila e muito segura. Além disso, o custo de vida é muito menor do que de outras capitais da Europa. O idioma oficial é o esloveno, mas Ljubljana é bem sinalizada em inglês e não encontramos dificuldades na comunicação com os moradores. O aeroporto fica a 25 km do centro e a estação de trem é bem central. Logo ao chegar à cidade, recomendo procurar o Centro de Informações Turísticas, onde é possível pegar um mapa de Ljubljana e adquirir alguns passeios turísticos. Contratamos uma visita guiada e a ida ao Castelo, o que muito nos ajudou a conhecer a história e os costumes locais. O Centro de Informações está localizado à praça principal, denominada Preseren, em homenagem ao famoso escritor da Eslovênia Frances Preseren, cuja estátua encontra-se à frente da Catedral da Anunciação.

A primeira construção que chama a atenção em Ljubljana é, justamente, a bela Igreja (Catedral) Franciscana da Anunciação, do ano de 1660, em estilo barroco e de coloração muito rosada, destacando-se na paisagem. Próxima a essa, está a Ponte Tripla, charmosa ponte constituída por três vias sobre o canal que corta a cidade. A vista da ponte é lindíssima e à noite fica ainda mais bonita com a iluminação especial. Ljubljana é cortada pelo rio Liublianica e possui outras pontes que valem a visita, como a Ponte do Dragão (símbolo da cidade) e a Ponte dos Cadeados.

Passeando pela cidade, ficamos encantados com a sua arquitetura, ruas bem conservadas e com as diversas fontes, como a Robba. Vale a pena lembrar que a água da Eslovênia é considerada uma das melhores da Europa. O centro é repleto de cafés, restaurantes, brechós e feira de artesanatos. Recomendo uma visita ao rico mercado de Ljubljana. A margem do rio está repleta de lugares pitorescos e espaços para o lazer. Por todo lado, é possível ver objetos e souveniers com o dragão verde. A gastronomia é variada e saborosa, com destaque para os embutidos e vinhos produzidos na Eslovênia.

No alto da colina fica o Castelo de Liubliana, uma antiga fortaleza medieval que, apesar de diversas destruições ao longo dos anos, ainda permanece intacta à sua forma original. O local mantém um museu e restaurantes e a vista de sua parte mais alta é deslumbrante.

 

Vista de Ljubjana, capital da Eslovênia

 

Praça Preseren e a Catedral da Anunciação

 

Catedral Franciscana da Anunciação, com sua fachada rosada

 

Ponte Tripla

 

Centro da cidade e o Castelo, ao alto da colina

 

Ponte do Dragão

 

Uma das principais ruas da cidade, com o carrinho que realiza transporte de pedestres

 

Rio que corta a cidade

 

Fonte Robba

 

Centro de Ljubljana

 

Centro de Ljubljana

 

Praça Peresen

 

O rio Liublianica que corta Ljubljana, Eslovênia, cujas margens ostentam belas construções

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *