São Petersburgo e o Rio Neva

A segunda maior cidade russa, São Petersburgo – antiga Leningrado, está localizada no Mar Báltico e é cortada pelo Rio Neva que forma vários canais, o que fez com que recebesse o título de “A Veneza do Norte”. Foi fundada pelo Czar Pedro I, em 1703, para ser a cidade dos czares, repleta de monumentos grandiosos. A Fortaleza de Pedro e Paulo representa o marco do nascimento da cidade.

Durante a Segunda Grande Guerra, foi cercada pelos alemães e grande parte da população morreu de fome e frio.

São Petersburgo surpreende pelo agito constante das ruas, parques, palacetes e as belíssimas igrejas ortodoxicas. A região da Avenida Niévskt concentra os principais pontos de interesse como a Igreja do Sangue Derramado, a Catedral de Kazan, a Praça do Palácio e Museu Hermitage.

Os próprios moradores relatam que a cidade tinha tudo para dar errado: construída em cima de um pântano e com clima inóspito, com invernos muito rigorosos. No verão, os dias podem ser tão longos que o sol não se põe, formando as famosas Noites Brancas, imortalizadas por Dostoiévski.

Apesar de melhor sinalizada em inglês do que a cidade de Moscou, é prudente aprender algumas palavras essenciais do alfabeto cirílico para decifrar algumas placas e orientações de São Petersburgo.

 

Fortaleza de Pedro e Paulo

 

Praça do Palácio

 

Igreja Ortodoxa

 

Igreja do Sangue Derramado

 

Catedral de Santo Isaac

Existem duas maneiras de conhecer  e aproveitar São Petersburgo: a pé, pela Avenida Névskt e arredores, e de barco, pelo Rio Neva. Os ingressos para os barcos são vendidos em diversos pontos da cidade. Os passeios de fim de tarde proporcionam um visual maravilhoso!

 

Noites brancas…

 

Rio Neva e o Museu Hermitage

 

São Petersburgo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *