Tallinn: a Delicada Capital Báltica

Tallinn, capital da Estônia, surgiu por volta do ano de 1154 e nos séculos XIV e XV foi importante membro da Liga Hanseática. Durante a ocupação soviética, ficou um pouco apagada no cenário do continente e a população quase perdeu a identidade cultural. Porém, em 1991, com a independência e o estreitamento dos laços com o restante da Europa, Tallinn resgatou o tradicional idioma estoneano e, principalmente, a sua história com origem medieval. Aos poucos, foi se tornando importante ponto turístico, graças à sua proximidade com a Finlândia.

Tallinn é considerada a cidade medieval mais preservada da Europa, um monumento e museu vivos e a céu aberto. A parte histórica é cercada por 2 km de muralha e metade das suas 46 torres originais permanecem intactas. Um dos locais de acesso é o Portão de Viru, com duas torres de pedras levemente inclinadas, formando um visual tão lindo que parece extraído de um conto de fadas.

 

Vista de Tallin, uma pérola dentre as capitais europeias.

 

Muralha medieval de Tallin, muito bem preservada

 

Muralha de Tallin

 

Portão medieval de Viru com duas torres

 

Portão de Viru

Tallin possui ruas sinuosas de pedras com elegantes ruelas, pátios e igrejas. O cenário labiríntico é convidativo para caminhadas. A Passagem de Santa Catarina é uma ruela medieval com paredes de pedras e teto em abóbada, onde funcionam oficinas de arte e de artesanato. Outro corredor medieval muito interessante é o Lühike Jalg, uma passagem íngreme, aberto no século XIII para estabelecer ligação entre a parte alta e a parte baixa da cidade, sendo ocupada por oficinas de serralheiros.

 

Uma ruela em chão de pedras, na capital estoneana Tallin

 

Lühike Jalg: passagem medieval

 

Passagem de Santa Catarina com edificações medievais

 

Passagem de Santa Catarina

 

Tallin

Na Praça da Prefeitura, coração da Cidade Vellha, é onde tudo e todos se encontram! O lugar, repleto de restaurantes e de cafés, fica lotado por moradores e visitantes. A Praça, cujo chão foi todo construído em pedras, é levemente inclinada e rodeada por elegantes edificações medievais. O prédio da Prefeitura (do século XIV) é de estilo gótico com torre octogonal.

 

Praça da Prefeitura de Tallin

 

Praça da Prefeitura

 

No monte Toompea, ponto mais alto da cidade, estão localizados a Catedral Alexandry Nevsky e o Castelo Toompea, onde funciona o Parlamento da Estônia. O mais fascinante desse local é a visão que ele proporciona da cidade de Tallinn.

 

Catedral Alexandre Nevsky

 

Castelo de Toompea

Outro local pitoresco dessa encantadora e preservada cidade é onde a muralha possui a sua maior largura: a Torre Margarete Gorda. Originalmente construída como fortaleza para defender a cidade dos invasores que chegavam pelo mar, hoje abriga o Museu Marítimo Estoniano.

 

Torre Margarete Gorda

Para chegar em Tallin, vindo dos outros países Bálticos ou da Rússia, recomendo o transporte por ônibus (linhas sugeridas: Lux Express ou Ecolines). A partir de Helsinque, o melhor é atravessar o mar e duas empresas operam, regularmente, em diversos horários: Vikingline e Lindaline (essa última possui embarcações de alta velocidade e o tempo de travessia é de uma hora e meia).

A cidade possui uma grande variedade de hotéis. Recomendo a própria cidade histórica: fiquei hospedada no Hotel St Olav, uma edificação histórica do século XV, labiríntica e repleta de escadarias e corredores sinuosos! Sugiro contatar alessandra@traveltour.com.br para maiores informações sobre hospedagens.

Tallin disponibiliza guias turísticos, gratuitamente, para seus visitantes, através do Centro de Informações Turísticas – localizado logo na entrada da cidade histórica. Seus guias percorrem a cidade a pé, mostrando os pontos turísticos e contando a história do local, em inglês: é um passeio muito interessante, enriquecedor e inigualável.

 

Tallin

 

A linda cidade de Tallin, capital da Estônia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *